Wishlist: Desejados da Semana

#1 – “Queer” de William Burroughs (Companhia das Letras)

41txll1c5-l-_sx330_bo1204203200_ “Embora tenha sido escrito em 1952, Queer só veio a público mais de três décadas depois por conta de sua explícita temática homossexual. Ambientado na Cidade do México do início dos anos 1950, o romance acompanha William Lee — alter ego de William Burroughs e protagonista dos livros Junky e Almoço nu — durante uma crise de abstinência de drogas, que ele tenta superar com álcool e com uma paixão obsessiva pelo ambíguo e indiferente Eugene Allerton. Juntos, os dois partem para a América Latina em busca da ayahuasca, a nova droga do momento. A atmosfera frenética e o ritmo alucinado marcam a narrativa e os monólogos do protagonista, antecipando o estilo visceral que estaria presente em toda a produção literária de Burroughs. Este volume ainda conta com a introdução do autor à primeira edição do livro, de 1985.”

Um clássico literário em uma das capas mais bonitas que já vi. Foi a partir do lançamento desse livro que pesquisei sobre o autor e a história do livro e fiquei com muita vontade de ler. Vejam só esta sinopse, não tem como ser um livro entediante.

Compre na Amazon

#2 – “Do Osso ao Pó” de Júlio Menezes (Draco)

9788582431955À beira do precipício e sob os efeitos colaterais de uma vida regada a excessos, o anti-herói desta fábula perversa vai se encontrar com seus fantasmas, sem esperanças de chegar a um bom destino.

Júlio Menezes compõe em “Do osso ao pó” um relato da cena underground de uma grande cidade, na melhor tradição de autores como Charles Bukowski e Pedro Juan Gutierrez. O leitor entra de cabeça no clima paranoico de suspense, crime, sexo e violência, sem chance de retorno

A sinopse deste livro me fez lembrar, em alguns aspectos, o excelente livro “Encruzilhada” de Lúcio Manfredi. Tenho certeza que deve ser uma leitura no mínimo interessante.

Compre na Amazon

#3 – “Sapiens” de Yuval Noah Harari (L&PM)

51fuvxo6wvl-_sx346_bo1204203200_Um relato eletrizante sobre a aventura de nossa extraordinária espécie – de primatas insignificantes a senhores do mundo. O que possibilitou ao Homo sapiens subjugar as demais espécies? O que nos torna capazes das mais belas obras de arte, dos avanços científicos mais impensáveis e das mais horripilantes guerras? Yuval Noah Harari aborda de forma brilhante estas e muitas outras questões da nossa evolução. Ele repassa a história da humanidade, relacionando com questões do presente. E consegue isso de maneira surpreendente.

Em Sapiens, Harari nos oferece não apenas conhecimento evolutivo, mas também sociológico, antropológico e até mesmo econômico. Ele se baseia nas mais recentes descobertas de diferentes campos como paleontologia, biologia e antropologia. E, especialmente para a edição brasileira, realizou algumas atualizações no final de 2014. Esta edição traz dezenas de imagens, mapas e tabelas que o deixam ainda mais dinâmico.

Já devo ter falado isso alguma vez aqui no blog, mas eu adoro “ciência para leigos” (obras que falam sobre tudo de uma maneira acessível, sem tecnicalidades). A popularidade desse livro me surpreendeu e eu gostaria muito de poder resenhá-lo.

Compre na Amazon


Adquirindo os livros pelos links da postagem, você ajuda o blog com uma pequena comissão 🙂

Anúncios

Resenha: “Sejamos Todos Feministas” de Chimamanda Ngozi Adichie

61ttsirbt2bl

5-estrelas

Título: Sejamos Todos Feministas
Autor: Chimamanda Ngozi Adichie
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2014

Eu já estava devendo uma leitura da Chimamanda para mim mesmo faz tempo. Vi diversos vídeos de palestras e entrevistas da autora na internet e meu interesse só aumentava. O jeito inteligente (porém deixando de lado pedantismos) que ela fala me conquistou.

Decidi começar com uma obra curta e agora já quero ler todos os livros.

Além da raiva, também tenho esperança, porque acredito profundamente na capacidade de os seres humanos evoluírem.

Meus destaques:

  • “Sejamos Todos Feministas”, por ser uma “transcrição” de uma palestra dada pela autora, segue um modelo parecido com o de “Buracos Negros” de Stephen Hawking: linguagem acessível e muito curto. Clique aqui para ver a palestra do TED.
  • Em menos de 30 páginas, Chimamanda explora o tópico feminismo através de resumos de suas próprias experiências e sugere soluções interessantes para frear o machismo.
  • A obra tem como cerne a discussão sobre os estereótipos a que somos (ambos homens e mulheres) expostos desde que nascemos.  Sugiro como conteúdo complementar que você assista o documentário “The Mask You Live In” da diretora Jennifer Siebel Newsom.
  • O tom da obra é de esperança. É bom ler algo que espere e proponha mudanças positivas na sociedade e em nós mesmos. A desconstrução é longa mas é necessária.

Vale a pena comprar? Sim! Da última vez que olhei, o e-book está disponível gratuitamente na Amazon. É uma leitura rápida que vai te apresentar à obra de Chimamanda Ngozi Adichie. Pretendo, com toda certeza, ler outros livros dela – principalmente os de contos, que parecem ser incríveis.


Clique aqui para ver opções de Kindles.

Resenha: “Querida Mari” de Maud Epascolato

51netrrsjxl

3-estrelas

Título: Querida Mari
Autor: Maud Epascolato
Editora: INDIE 6
Ano: 2013

Geralmente tento não colocar resenhas de contos aqui no blog e sim no Instagram. Dessa vez, porém, eu acabei descobrindo dois contos de Maud Epascolato no meu Kindle e resolvi lê-los de uma vez. Nessa semana e em outras no próximo mês, teremos resenhas de contos tanto dela quanto de outro autor.

Meus destaques:

  • Final aberto a interpretações. Essa é uma das características que me fazem adorar contos. A possibilidade de deixar um final em aberto na maioria dos casos. Esse não escapa dessa tendência.
  • Boa escrita, não é cansativo. O estilo de Maud é bastante marcante. É simples de ler e te dá vontade de continuar lendo, independente da história.
  • História um pouco previsível. Bem previsível. Talvez seja essa a maior falha.
  • Uma boa “leitura de meio” para ler entre livros. Já falei sobre isso aqui no blog e já citei diversos contos que preenche esse requisito.
  • O personagem Edgar é de longe o mais interessante. Queria ler mais sobre ele.
  • O conto, além de ser curto, é dividido em pequenos capítulos, o que é particularmente positivo.

Vale a pena comprar? Talvez. É uma “leitura de meio” melhor do que a média, apesar de ser previsível.


Clique aqui para ver opções de Kindles.

Resenha: “Saltimbanco” de Marcelo A. Galvão

saltimbanco_1429253024445263sk1429253024b

5-estrelas

Título: Saltimbanco
Autor: Marcelo A. Galvão
Editora: Draco (conheça mais sobre a editora)
Ano: 2015

Este é o segundo post da série de resenhas sobre contos disponíveis na loja da Amazon. Esse inclusive é grátis! Sim! Baixa aí no seu dispositivo (se você não tem Kindle, baixa o aplicativo ou entra no leitor do navegador que funciona do mesmo jeito).

 

Formato do conto: Essa é a história de Gapu, um aprendiz de saltimbanco cujo único desejo é fazer os outros rirem. O seu mestre, Montani, é violento e desprezível. Temos aí a premissa básica para um conto interessante. O que o autor prepara para o final, entretanto, não é comum.

Tamanho: Esse é um conto curto, apenas nove páginas. Apesar de acreditar que essa história poderia, com muita facilidade, ser estendida para um livro, o tamanho e formato de conto foi ideal para evitar a saturação.

Personagens: Senti vontade de conhecer mais sobre Montani e sobre o deus Zaio. Me parecem personagens realmente interessantes.

Melhores partes: Não há dúvidas que depois da metade do conto, quando Gapu encontra a estátua de Zaio, a história melhora e muito. É fácil imaginar o final como se fosse um filme bem psicodélico. É muito interessante.

Vale a pena comprar? É um conto gratuito e bem escrito. Acredito que você não vai se arrepender de baixar. Repito o que disse na resenha de “Uma Segunda Opinião“: é uma ótima opção para ler entre o final de um livro e o começo de outro, para espairecer. Pensando bem, acho que vou acabar falando isso em todas as resenhas.

Caso queira comprar o livro ou quem sabe um Kindle, clique nos links abaixo e dê uma pequena comissão para esse blogueiro aqui. Estou criando fundos para o lançamento do meu livro e você pode ajudar🙂

Clique aqui para comprar “Saltimbanco”.

Clique aqui para comprar ver opções de Kindles.

Resenha: “Uma Segunda Opinião” de Fernando Santos Oliveira

uma_segunda_opiniao_1392488945b

3-estrelas

Título: Uma Segunda Opinião
Autor: Fernando Santos Oliveira
Editora: Draco (conheça mais sobre a editora)
Ano: 2013

Essa é apenas a primeira de uma série de resenhas que farei sobre contos e outros materiais curtos que adquiri para o meu Kindle. Esse, curiosamente, foi o que baixei por último, mas decidi colocá-lo na frente da fila (sabe-se lá por que… coisa de leitor).

Formato do conto: A história é sobre uma menina que sente desejo de vingança por colegas de escola. Ponto. Essa afirmativa básica foi uma das coisas que mais me deixou interessado nesse conto. Ele diz a que veio e permanece até o fim com esse mesmo conceito. Textos que mudam o tom para criar subtramas geralmente me deixam desconfortável. Acredito que essa é uma das principais qualidades de contos em geral (e o que me faz preferir esse formato ao romance tradicional).

Tamanho: Apenas 21 páginas.

Ritmo de leitura: “Uma Segunda Opinião” é um conto interessante. Ele se poupa de detalhes inúteis, é direto e tem um formato muito simples. Algumas partes podem ser destacadas, como as descrições de lugares e situações. O único problema é que os diálogos são… pouco-realistas. Tudo parece meio plástico demais.

Talvez não seja precipitado afirmar que suas falhas (não-verossimilhança) vêm diretamente de suas qualidades (simplicidade de texto e objetividade). Não vou me prolongar nesse aspecto.

Sobre o final: interessante. Confesso que estava aguardando algo muito mais espalhafatoso (demônios, espíritos etc). Gostei bastante de como o autor resolveu a história.

Personagens: Como eu disse acima, os diálogos são pouco interessantes. Isso fez com que eu não conseguisse sentir simpatia pelos personagens. Minha opinião sobre as ações dos personagens, entretanto, é muito positiva.

Vale a pena comprar? Sim! O conto está disponível por um preço muito baixo, praticamente simbólico (na data em que estou postando essa resenha, custa apenas R$ 0,99), na Amazon. É uma leitura rápida, perfeita para ler entre o final de um livro e o começo de outro, para dar aquela espairecida.

Caso queira comprar o livro ou quem sabe um Kindle, clique nos links abaixo e dê uma pequena comissão para esse blogueiro aqui. Estou criando fundos para o lançamento do meu livro e você pode ajudar🙂

Clique aqui para comprar “Uma Segunda Opinião”.

Clique aqui para comprar ver opções de Kindles.